segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

"Lei do Bem" - Benefício do governo para smartphone com tecnologia 4G

By



Os smartphones que possuírem 4G em um futuro próximo irão receber um auxílio do próprio governo federal, onde o mesmo, devido a uma lei chamada “Lei do Bem”, faz com que o mesmo tenha que diminuir o custo dos smartphones em todo o país, onde esta lei faz parte de um processo estipulado para baratear o custo dos mesmos, diminuindo o preço gasto com estes aparelhos.

Conforme a “Lei do Bem” que barateia qualquer tipo de smartphone, esta também deverá auxiliar no preço dos mesmos quando a tecnologia 4G for implementada, devendo receber ainda mais vantagens, devido ao alto custo que os mesmos irão possuir devido a sua rapidez de conexão.

A “Lei do Bem” funcionará da seguinte forma: todos os smartphones 3G que vierem, importados de algum país, e custarem até R$ 1000 reais não receberam qualquer taxa de importação, fazendo com o preço destes aparelhos diminua. O mesmo ocorrerá com os smartphones com tecnologia 4G, porém, como citado acima, os mesmos receberão ainda mais benefícios, onde qualquer um aparelho que custar menos de um mil e quinhentos reais também não receberá qualquer taxa adicional de importação, fazendo com que o valor do mesmo no mercado seja menor.

Além da “Lei do Bem” o governo federal também está trabalhando na implementação da rede 4G em uma frequência de 700MHz, a mesma utilizada para transmitir os sinais de uma televisão do tipo analógica.

Ganhe R$ 8 de desconto na recarga do seu celular com o Recarga Pay! Ao acessar o site e fazer sua recarga, utilize o código wc5351342 para garantir o desconto!

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Antes de postar leia as regras:

- Não faça comentários repetidos;
- Não ofenda ninguém do Blog;
- Não responsabilizamos por links externos dos leitores;
- Se não tem conta no Google comente com "Nome/URL"
- Para deixar sua URL comente com OpenID;

OBS: Comentários abusivos, xingamentos, insultos ou não serão tolerados e os comentários serão excluidos.