quarta-feira, 14 de novembro de 2018

7 curiosidades sobre o mercado brasileiro de telecom

By With Nenhum comentário:
Confira fatos curiosos sobre o mercado de telecomunicações no Brasil!

O segmento de telecomunicações está presente com muita intensidade em nosso dia a dia, de empresas a pessoas físicas, de ligações convencionais à tecnologia VoIP e de telefones fixos a smartphones.

Esse mercado é muito forte no Brasil e está em constante ascensão, já que a comunicação é imprescindível para todos. Mesmo com tanta evolução da tecnologia, ela não deixou de existir, mas sim melhorou com o passar do tempo.

O mercado nacional de telecom reserva alguns dados, estatísticas e curiosidades bastante interessantes e que ajudam a entender sua força. Depois de conhecê-los, você passará a olhar para o setor de uma maneira ainda mais especial!

Curiosidades sobre o mercado de telecomunicações no Brasil

Por mais que você conheça sobre o assunto, é bem provável que alguns itens da lista te peguem de surpresa!

1 - Mais celulares do que habitantes


De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), havia 234,3 milhões de telefones celulares em todo o Brasil no mês de setembro de 2018.

Por outro lado, dados divulgados em julho de 2018 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a população tem 208,4 milhões de pessoas, ou seja, o número de celulares é maior que o de pessoas.

A proporção celulares / habitantes ficou em 111,84 / 100. Esse fato curioso pode ser explicado pelos aparelhos corporativos, que são utilizados para fins empresariais, e também pelas pessoas que têm mais de um celular, o que as permite desfrutar de diferentes sistemas operacionais e operadoras de telefonia.

2 - Redução constante de linhas móveis


Atualmente, o número de linhas de telefonia móvel é bem grande, mas ele vem caindo com o passar do tempo.

De acordo com dados da Anatel, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) e da pesquisa TIC Domicílios, havia 280,7 milhões de linhas de celular em 2014, número que caiu para 257,8 milhões (-8,16%) em 2015, 244,1 milhões (-5,31%) em 2016 e 236,5 milhões (-3,11%) em 2017.

De 2014 a 2017, a queda no número de linhas foi de 15,75%.

3 - Redução também constante de linhas fixas


O número de telefones fixos também está em constante redução, graças à preferência da população pelos celulares.

Ainda de acordo com a Anatel, PNAD e TIC Domicílios, havia 45 milhões de linhas fixas em 2014, número que caiu para 43,7 milhões (-2,89%) em 2015, 41,8 milhões (-4,35%) em 2016 e 40,8 milhões (-2,40%) em 2017.

De 2014 a 2017, a queda no número de linhas de telefonia fixa foi de 9,33%.

4 - A redução no número de linhas pode estar relacionada à queda nos preços das ligações


Antigamente, o custo de fazer uma ligação entre diferentes operadoras de celular era muito grande. A preferência quase sempre era de saber qual é a operadora dos amigos e da família para tentar manter as mesmas empresas.

Porém, com o passar do tempo, esse custo foi diminuindo bastante. Tanto isso é verdade que muitos planos disponíveis hoje em dia possibilitam ligações ilimitadas, não apenas entre a mesma operadora, mas entre as outras (e até mesmo telefones fixos, para ligações locais) a valores bem acessíveis.

O nome dado a esse preço das ligações entre diferentes operadoras é “Valor de Remuneração de Uso de Rede do SMP” (VU-M), aplicável às chamadas Prestadoras com Poder de Mercado significativo (SMP), que seriam as operadoras de telefonia com mais força no mercado. Esse valor varia de acordo com a operadora e a região do país.

O VU-M médio era de R$ 0,2379 em 2014, caindo para R$ 0,1586 (-33,3%) em 2015. Então, de acordo com o Ato 6.211 de 2014, caiu para R$ 0,1028 (-35,2%) em 2016, R$ 0,0571 (-44,4%) em 2017 e R$ 0,0319 (-44,1%) em 2018. O valor em 2019 será de R$ 0,0179 (-43,9%).

Ao comparar o VU-M médio de 2014 com o de 2018, a redução é de 86,6%. De 2014 a 2019, a queda é ainda mais acentuada, de 92,48%.

Isso explica a queda no número de telefones fixos e móveis no país, já que se comunicar entre as diferentes operadoras está muito mais barato e, com isso, não é preciso ter vários chips para conversar sem gastar muito.

5 - Mais celulares pós-pagos, menos pré-pagos


Atualmente, percebe-se uma forte tendência de crescimento de linhas pós-pagas de telefone celular, ao passo que as linhas pré-pagas estão em constante diminuição.

Em setembro de 2017, havia 241,06 milhões de linhas de telefone celular, das quais 64,86% (156,35 milhões) eram pré-pagas e 35,14% (84,71 milhões) eram pós-pagas. Já em setembro de 2018, o número de linhas passou para 234,25 milhões, com 59,07% (138,37 milhões) de pré-pagos e 40,93% (95,88 milhões) de pós-pagos.

Entre os meses de setembro de 2017 e setembro de 2018, a queda no número de linhas pré-pagas foi de 17,98 milhões (-11,5%), ao passo que o aumento no número de linhas pós-pagas foi de 11,17 milhões (+13,19%).

6 - Assinaturas de banda larga estão em constante crescimento


Se as linhas de telefone estão diminuindo, as assinaturas de banda larga crescem continuamente.

O número de assinaturas de banda larga era de 24 milhões em 2014, passou para 25,5 milhões (+6,25%) em 2015, 26,6 milhões (+4,31%) em 2016 e 28,7 milhões (+7,89%) em 2017.

O aumento no número de assinaturas entre 2014 e 2017 foi de 19,58%.

7 - Receita do mercado de serviços de telecom em franca ascensão


De acordo com dados de um relatório da consultoria Frost & Sullivan, a receita do mercado de serviços de telecom ficou em US$ 38 bilhões no ano de 2016. É como se fossem movimentados mais de US$ 104 milhões por dia no setor.

Os números já chamam a atenção, mas o relatório aponta que esse mercado deve atingir US$ 45,76 bilhões em 2022, um aumento de 20,42%. Portanto, estima-se que, na média, a movimentação diária do setor seja de US$ 125,37 milhões.

Entenda melhor o mercado de telecom brasileiro!

Cada um de nós faz parte do mercado de telecomunicações, mas nem sempre sabemos como ele se comporta e quais são as estatísticas por trás das ligações fixas, móveis e das conexões à internet, o que torna a análise desses dados é tão interessante.

Depois de conhecer esses dados, você entenderá melhor qual é o rumo que o segmento de telecom segue no Brasil, o que pode impactar em várias áreas, desde a gestão de contas de uma empresa até as chamadas feitas para a família e os amigos!

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Aplicativo Heimdall Parental Control para Android

By With Nenhum comentário:

Manter a segurança das crianças ao navegar pela internet ou aplicativos, principalmente por meio de dispositivos móveis, é uma das grandes preocupações dos pais, com uma infinidade de possibilidades que estão ao acesso dos infantes e que podem prejudicar em sua educação e crescimento, criando a necessidade de segurança e proteção por meio de determinadas plataformas, assim como acontece com o aplicativo Heimdall Parental Control para Android.

Como funciona o Heimdall Parental Control?


O utilitário Heimdall Parental Control é um aplicativo que disponibiliza a função dos responsáveis das crianças indicarem qual será a permissão das mesmas ao navegar por meio de um smartphone, ou seja, ele oferece o gerenciamento de permissões para definir quais os acessos são permitidos ou proibidos pelos infantes no aparelho, com o objetivo de expandir o controle dos pais.

Por meio do aplicativo Heimdall Parental Control é possível aplicar as configurações visando barrar as crianças de visualizarem determinados conteúdos em dispositivos móveis, que os pais podem julgar impróprios para sua idade, bloqueando os acessos, assim como estabelecer um limite de duração de uma chamada telefônica, verificar quais os aplicativos e sites que estão sendo acessados pela criança enquanto ela manuseia o dispositivo e até mesmo controlar quais os canais e vídeos que o infante poderá assistir no Youtube, evitando que qualquer conteúdo julgado como impróprio atinja a criança.
Heimdall Parental Control Android

Outras funcionalidades como o bloqueio de download de aplicativos sem a autorização dos pais e até mesmo o impedimento de instalação de aplicativos por meio da Play Store também estão disponíveis dentro do sistema do utilitário. Ainda há outros recursos disponíveis no aplicativo Heimdall Parental Control, porém estes mais avançados devem ser adquiridos em compras dentro do sistema pelos pais.

O manuseio do aplicativo é fácil e rápido, permitindo que os pais possam realizar rapidamente as configurações que desejam no mecanismo, acessando Heimdall Parental Control e optando por um dos serviços que é exibido na lista de possibilidades que a plataforma oferece, tocando na figura do cadeado para que o acesso à determinada função seja limitado enquanto a criança estiver com o dispositivo móvel em mãos. Também é possível habilitar o bloqueio automático de redes sociais ou sites pornográficos, tais como inserir páginas que não podem ser acessadas manualmente.

Onde baixar o Heimdall Parental Control?


O aplicativo Heimdall Parental Control pode ser encontrado para download somente por usuários de smartphones com sistema operacional Android, acessando diretamente a página da Play Store para adquirir o utilitário. O mecanismo ainda não está disponível para dispositivos com sistema operacional iOS.

sábado, 3 de novembro de 2018

Em setembro/2018, foram cancelados 111,8 mil chips móveis

By With Nenhum comentário:
Dados das operadoras de telefonia enviados para Anatel, dizem que, em setembro/2018 foram cancelados 111,8 chips móveis. O mês fechou em 234,25 milhões de chips em operação. Em um ano, a redução é de linhas ativas foi de 6,8 milhões.

A Vivo continua sendo a operadora que tendem maior número de linhas ativas. São 74,4 milhões de linhas, que corresponde a 32% do mercado. Em segundo vem a Claro com 58,9 milhões de linhas ativas (25%), TIM com 56,2 milhões (24% do mercado) e OI com 38,9 milhões (17%).

A Vivo também foi a operadora que mais desativou linhas. Ao todo foram 524 mil cancelamentos. As outras operadoras não passara pelo processo no mês.

Em setembro/2018, a Claro foi a que mais conquistou clientes, 157 mil novas linhas. Em segundo ficou a TIM com 70,5 mil e em terceiro a OI com 61,8 mil.

Com relação a lista de operadoras que detém 1% do mercado móvel, a Datora Telecomunicações, operadora virtual, foi a que mais cresceu, com 41 mil linhas, aumento de 74%.

Em segundo lugar ficou a Nextel com 563 mil linhas, crescimento de 21%. Em terceiro a Porto Seguro, com 175 mil novas linhas, aumento de 30%.
chips de celular

4G


Os dados da Anatel revelam que o 4G representa 54% do mercado, com 125 milhões de aparelhos.

O 3G fica em segundo lugar com 27%, com 63 milhões de aparelhos. 2G aparece em quarto lugar com 11% e 26 milhões de aparelhos.

Fonte: https://www.minhaoperadora.com.br/2018/11/foram-desligados-111-8-mil-chips-moveis-em-setembro.html 

Claro Clube esta com promoção para seus clientes que dará uma viagem para Orlando

By With Nenhum comentário:
O Claro Clube está oferecendo aos seus clientes uma viagem para Orlando através de uma promoção que vai ocorrer entre os dias 05/11/2018 e 09/11/2018.

A ação, assim como outras da Claro Clube, são baseadas na pontuação dos clientes. Quanto mais utilizar serviços da Claro Móvel, pagando suas faturas em dias, pode acumular mais pontos para trocar por smartphones, pacote de dados, minutos e muito mais.

Como participar?

O participante pode dar ofertas de pontos para participar e ganhar uma viagem para Orlando com acompanhante.
Foto reprodução: MinhaOperadora.com.br

A oferta inicial é de 5000 mil pontos. Se o consumidor não for o vencedor, os pontos serão devolvidos.

A ação vai ocorrer de 05/11/2018 à 09/11/2018 até as 23:59.

Premiação

Passagens áreas;
5 noites de hospedagem no novo Universal’s Aventura Hotel;
Translado no aeroporto de Orlando;
Ingressos para os parques temáticos do Universal Orlando Resort TM;
Ingressos para o Blue Man Group no Universal Orlando;

Demais gastos serão de responsabilidade do cliente.

A viagem deve ser feita no máximo até setembro de 2019.

Fonte: https://www.minhaoperadora.com.br/2018/11/clientes-claro-clube-estao-concorrendo-a-uma-viagem-para-orlando.html

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Reclamações contra operadoras na Anatel caem -14,3% em setembro/2018

By With Nenhum comentário:
As reclamações contras as operadoras registradas na Anatel caíram -14,3% em setembro/2018. Isto são 37,5 mil queixas a menos em comparação ao mesmo período de 2017.

Entre agosto e setembro/2018,  a queda foi um pouco menor, ficando em -10,3%. Este número representa uma redução de 25,7 mil registros.

A principal reclamação dos clientes é com relação à qualidade do serviço e cobranças indevidas.

A maior queda foi na telefonia móvel, que caiu -21,5%, sendo este número equivalente a 27,6 mil reclamações.

A queixas contras telefonia fixa tiveram uma queda de -12,6%, 7,5 a menos nos números.
Reclamações anatel

O único produto que apresentou um crescimento, foi serviço de banda larga, que aumentou 6,3% as reclamações em comparação de setembro de 2017 à setembro de 2018.

No mês passado, planos pós-pagos registraram 33,7 mil reclamações (46,7%) sobre cobranças, 7 mil (9,8%) relacionado a qualidade do serviço e 7 mil por causa do cancelamento.

Na modalidade pré-paga, houve 10,6 mil queixas relacionadas aos créditos, o que representa 37% das reclamações. Outros 5,2 mil queixas (18%) foram a problemas ofertas, bônus e promoções, e por fim, 3,9 mil (13,6%), qualidade e funcionamento.

Fonte: https://www.minhaoperadora.com.br/2018/10/reclamacoes-contra-operadoras-registradas-na-anatel-caem-14.html

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Motorola libera modo retrato para câmera frontal de aparelhos das famílias G, Z e X

By With Nenhum comentário:
A Motorola anunciou que os usuários dos modelos moto G6 Plus, Moto G6, Moto Z² force e Moto X4 já podem contar com a funcionalidade Modo Retrato também na câmera frontal desses modelos.

Conhecida como efeito bokeh, a famosa função faz com que o fundo da foto fique completamente desfocado, criando um efeito de profundidade nas selfies. A novidade foi possível a partir da atualização da câmera frontal dos aparelhos, realizada pela empresa. Os modelos Moto Z³ play e Motorola One já possuem esta funcionalidade, desde seus respectivos lançamentos.
motorola modo retrato

Abaixo, algumas dicas para aproveitar melhor o Modo Retrato:

Ativando a função


Para ativar a função, basta acessar a câmera do aparelho usando a Moto Ação de girar o pulso duas vezes, para abrir a câmera traseira, e mais uma vez, para abrir a câmera frontal, ou clicar no ícone de câmera localizado na tela inicial do aparelho e clicar na opção de câmera frontal. Depois, deve-se deslizar o dedo da esquerda para a direita, assim o menu de opções de ferramentas será aberto. Então, deve-se clicar em Modo Retrato e o efeito bokeh será ativado.

Hora da ação


Depois de ativar o efeito bokeh no Modo Retrato, basta apontar a câmera para a pessoa que será fotografada para tirar a selfie. Pela barra amarela localizada na parte inferior da tela, é possível aumentar ou diminuir a intensidade do desfoque. Feito isso, basta dar um clique.

Dica de efeito


Para que a selfie saia com o fundo extremamente desfocado, é importante que o ambiente escolhido tenha alguma iluminação ou pontos de luz. Em locais com pouca luz, o desfoque não fica tão nítido.

AT&T vai lançar rede 5G em cinco cidades dos Estados Unidos

By With Nenhum comentário:
Cinco cidades nos Estados Unidos devem receber a rede 5G nas próximas semanas. Desta vez, a responsável pela implantação será a AT&T.

As primeiras cidades a receber o 5G são Nova Orleans, Atlanta, Dallas, Oklahoma City e Houston.

No início de 2019, a internet de quinta geração vai chegar a mais sete municípios, incluindo San Francisco, Orlando, Las Vegas e Los Angeles.

A Verizon, no começo do mês, foi a primeira operadora a oferecer planos 5G no mundo. Ela levou a rede 5G para as cidades de Houston, Indianapolis, Los Angeles e Sacramento.

A rede da Verizon, atualmente, é uma rede fixa de 5G para internet residencial. No momento, ela não é direcionada a dispositivos móveis, como os celulares.
5G
Foto reprodução: ipc.digital

A operadora, em julho, anunciou que pretendia lançar o primeiro smartphone 5G do mundo, mas até então, não deu mais notícias sobre o assunto.

A rede da AT&T seria a primeira dos Estados Unidos a lançar um sistema totalmente 5G NR baseado em padrões 3GPP, assim também como uma rede móvel, mesmo ainda não tendo dispositivos que suportem esta nova tecnologia.

A operadora disse que vai chegar a 24 cidades com licença de acesso assistido ao 4G (LTE-LAA) ainda este ano.

No Brasil, a expectativa é que o 5G seja implantando mais tarde do que os países mais desenvolvidos, pois falta infraestrutura adequada.

Fonte: https://www.minhaoperadora.com.br/2018/10/at-ira-lancar-rede-5g-em-cinco-cidades-americanas.html e https://www.oficinadanet.com.br/internet/24048-att-afirma-que-sua-rede-5g-sera-lancada-em-breve

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Principais tendências do mercado mobile para 2019

By With Nenhum comentário:
Entenda quais devem ser os serviços, soluções e tecnologias que se destacarão no mercado de dispositivos móveis para 2019

Os celulares e demais dispositivos móveis são símbolos das novas tecnologias, já que passaram a ter um número muito maior de funcionalidades desde quando o primeiro modelo foi inventado, no longínquo ano de 1973, ou seja, há mais de 45 anos.

A versatilidade de funções desses dispositivos fizeram com que seu número crescesse exponencialmente no Brasil. No final de outubro de 2010, foi a primeira vez que o número de celulares superou o de habitantes no Brasil: na época, havia 194,4 milhões de aparelhos, de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Já em agosto de 2018, também de acordo com a Anatel, havia 234,7 milhões de celulares em solo brasileiro, aumento de 20,7% em relação à estatística vista anteriormente e número 12,6% maior que o de habitantes no Brasil, que está em 208,5 milhões de pessoas.

Com esse crescimento, é de se esperar o surgimento constante de uma série de tendências para os dispositivos móveis, mas você sabe quais são elas para o ano de 2019? O que pode impactar o mercado mobile? Confira agora!

Quais serão as tendências do mercado de dispositivos móveis para o ano de 2019?

Alguns dos seguintes assuntos já podem ser observados atualmente, mas espera-se que sua força seja ainda maior durante o próximo ano!

Aumento na contratação de seguros

Antigamente, quando se falava em seguro, era comum vir à mente veículos, residências, estabelecimentos comerciais e bancos. Porém, hoje em dia, é muito comum a contratação de seguros para dispositivos móveis, principalmente os celulares.

De acordo com a Federação de Seguros Gerais (FenSeg), o volume de prêmios (valor pago para a contratação do seguro) para smartphones teve um aumento de 70% entre os anos de 2016 e 2017 e está estimado em R$ 900 milhões.

Em julho de 2018, havia quase 2,5 milhões de aparelhos segurados no país, o que representa 1,07% de todos os aparelhos disponíveis em solo nacional, mas é um número que está em constante crescimento. Inclusive, as expectativas eram de que esse número dobrasse até o final de 2018.

A FenSeg afirma que o preço do seguro de um celular varia de 15% a 25% do valor do aparelho por ano, de acordo com as coberturas contratadas. Especialistas no assunto afirmam que a contratação é importante, principalmente no primeiro ano de uso, quando o valor de mercado do aparelho é maior.

Também é essencial estar atento às coberturas oferecidas pelo seguro contratado, de modo a saber o que ele pode fazer caso você seja vítima de um roubo ou furto qualificado.

Mais linhas móveis, menos linhas fixas

Essa é uma tendência que já vem se desenhando há um bom tempo, e que deve se intensificar ainda mais em 2019: a substituição das linhas de telefonia fixa pelas móveis.

A telefonia fixa era a mais forte e presente no século XX. O crescimento no número de linhas se manteve até o ano de 2006, quando havia aproximadamente 1,26 bilhão de linhas fixas em todo o mundo, tendência que mudou desde então.

Em 2017, estima-se que o número de linhas fixas tenha caído para 972 milhões, ou seja, uma queda de 22,86%, e a expectativa é de que essa queda ainda se mantenha.

Por outro lado, o número de linhas de telefonia móvel está em grande expansão. No ano de 1995, havia pouco mais de 90 milhões de linhas em todo o mundo, número que subiu para 738 milhões em 2000, 2,20 bilhões em 2005, 5,29 bilhões em 2010 e 7,18 bilhões em 2015.

Em 2017, havia 7,68 bilhões de linhas de telefonia móvel em todo o mundo, número praticamente igual ao de habitantes na Terra, que estava em 7,6 bilhões de pessoas naquele ano, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU).

Hoje em dia, para cada linha de telefonia fixa há quase 8 linhas de telefonia móvel no mundo. Isso pode ser explicado tanto pela comodidade de poder se comunicar em qualquer lugar quanto pela tecnologia dos smartphones, capazes de fazer cada vez mais tarefas.

Logo, a expectativa é de que o número de linhas fixas caia ainda mais em 2019, oposto do que deve acontecer com as linhas móveis, ambos movimentos que estão em constância há um bom tempo.

Novas tecnologias na experiência mobile

Os dispositivos móveis estão sendo mais utilizados do que nunca para acessar a internet. De acordo com um estudo da Stone Temple, o tráfego total de sites dos Estados Unidos se dividia entre 57% mobile e 43% desktop no ano de 2016, números que mudaram para 63% e 37% em 2017, respectivamente.

Com a melhor experiência proporcionada pelos dispositivos móveis ao acessar a internet - e as consequentes melhorias aplicadas nos sites para satisfazer esse público, espera-se que o ano de 2018 feche com pelo menos ⅔ do total de visitas feitas através de celulares e tablets no país norte-americano, o que também pode se observar em todo o mundo.

Logo, tecnologias que já existem devem estar ainda mais presentes no mercado mobile em 2018. Algumas delas são as seguintes:

1 - Inteligência artificial (IA ou AI), que permite aos computadores e sistemas desenvolverem um raciocínio e responderem às necessidades dos usuários com mais eficácia;

2 - Chatbots, com os quais é possível ter uma experiência de comunicação similar à que ocorre entre humanos, mas com um bot inteligente;

3 - Realidade aumentada (AR), que utiliza o ambiente em que o usuário está para dar dicas, sugestões e insights para engajamento, além de também poder ser usada em jogos;

4 - Instant apps, que podem ser usados diretamente das lojas de aplicativos, sem a necessidade de fazer seu download;

5 - Lazy loading, tecnologia que carrega partes essenciais dos sites mais rapidamente para reduzir a taxa de rejeição dos usuários;

6 - Wearables (gadgets “vestíveis”), como smartwatches e smartbands, que permitem um uso da tecnologia para maior qualidade de vida e praticidade;

7 - Internet das coisas (IoT), para a conexão de muito mais do que dispositivos à rede, como carros, eletrodomésticos e indústrias;

8 - Serviços baseados em geolocalização, de modo que os usuários encontrem soluções que estejam fisicamente próximas a eles e, assim, tenham uma melhor experiência.

Mobile: um mercado em franca ascensão

Tudo o que está relacionado aos dispositivos móveis está em crescimento. Essas são verdadeiras necessidades da sociedade atual, que deseja tudo rápido, prático e ao seu alcance em poucos toques na tela.

Portanto, é de se esperar que o mercado mobile esteja em praticamente todos os lugares daqui para frente, em proporções ainda maiores do que temos hoje. Seja em sua casa, na escola das crianças ou na auditoria de contas de uma empresa, seu espaço está garantido no futuro.

domingo, 21 de outubro de 2018

Claro Video vai incluir acesso ao Netflix

By With Nenhum comentário:
A Claro divulgou no último dia 17 outubro de 2018, que  irá vender planos do Netflix por meio do Claro Vídeo.

Ainda não existe detalhamento ou prazo de quando a parceria chegará ao usuário.

Acredita-se que o serviço será semelhante ao da Vivo, onde a pessoa pode acessar o Netflix pela plataforma da operadora, desde que, o usuário seja assinante do streaming.

Ao adicionar o Netflix ao portfólio de conteúdo, deve ser seguir os mesmos moldes do Fox, HBO, Crackle e Nickelodeon, onde são adicionados ao Claro Video como “add-ons”.

Nesta plataforma, a Claro oferece aos seus clientes conteúdo gratuitos e vídeos para aluguel sob demanda.

No entanto, na plataforma Now, da NET, pode haver uma dificuldade para adicionar serviços de streaming, pois eles são bem rigorosos quanto a isso.

No primeiro momento, pode ser que o acesso ao Netflix fique apenas pelo aplicativo Claro Vídeo, migrando para o set-top posteriormente. 

Fonte: https://www.minhaoperadora.com.br/2018/10/claro-video-ira-incluir-acesso-netflix.html