Alexandre de Moraes determina a suspensão do Telegram em todo o Brasil

O Ministro Alexandre de Moraes determinou hoje (18/03/2022) a suspensão do Telegram em todo o Brasil. 


O pedido foi feito pela Polícia Federal, onde a mesma foi atendida e encaminhada para as plataformas digitais e provedores para inviabilizar o acesso ao aplicativo. Caso descumprimento por parte das plataformas digitais, o valor da multa é de R$ 100 mil por dia.


Foi fixada multa de R$ 500 mil por dia para os responsáveis pelo que não cumprirem ordens anteriores do próprio magistrado no inquérito das fake news, incluindo a retirada da publicação de Jair Bolsonaro sobre as urnas eletrônicas.

Foto reprodução: Senado Federal


Moraes disse que a suspensão deve se manter até que todas as decisões judiciais anteriores sejam cumpridas, inclusive do pagamento das multas diárias fixadas com indicação, em juízo, da representação do aplicativo no Brasil (pessoa física ou jurídica).


O ministro cita o descumprimento de decisão, em 2021, sobre o vazamento de dados sigilosos da investigação que apurava ataques hackers as urnas eletrônicas.


Menciona, ainda, determinação do bloqueio de um canal bolsonarista e pedido de dados de todos os dados cadastrais ao STF, que também não foi fornecido.


E você? o que acha sobre isso? Deixe seu comentário!

Álvaro

Blogueiro, Youtuber, Dono de loja virtual, formado em Gerenciamento de Redes de Computadores e Pós-Graduado em Marketing Digital para autônomos, tem como principal paixão ajudar o próximo com seus conteúdo. É ateu e ama os animais. Facebook Linkedin

Postar um comentário

Antes de postar leia as regras:

- Não faça comentários repetidos;
- Não ofenda ninguém do Blog;
- Não responsabilizamos por links externos dos leitores;
- Se não tem conta no Google comente com "Nome/URL"
- Para deixar sua URL comente com OpenID;

OBS: Comentários abusivos, xingamentos, insultos ou não serão tolerados e os comentários serão excluidos.

Postagem Anterior Próxima Postagem
Entre para nosso canal no Telegram, e receba nossas notícias em primeira mão.
Responsive Advertisement