Alerj vota projetos para navegação gratuita em serviços de streaming

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro colocou alguns projetos em votação de extrema urgência, por conta da pandemia do novo coronavírus e seus impactos no estado. Um deles, é o projeto PL 2012/2020, que obriga as operadoras de telefonia móvel a oferecer acesso ilimitado a população de redes sociais, streaming e sites de comunicação sem descontar da franquia de dados.

O projeto que proibir a redução da velocidade ou a interrupção na navegação quando a franquia de dados for atingida. O mesmo é válido para quem ficar inadimplente.

O projeto segue agora para sanção do governador Wilson Witzel, que pode aprovar ou rejeita a proposta.

O Sinditelebrasil, que representa as operadoras, diz que as redes não são infinitas e com a aprovação desse projeto, pode ocorrer uma sobrecarga no sistema e até mesmo pode provocar um apagão.

A entidade garante, portanto, que as empresas estão buscando manter a estabilidade, segurança e funcionamento dos serviços.

Para garantir as comunicações, as operadoras têm solicitado ao Ministério da Economia a suspensão do pagamento de taxas e contribuições federais, como Fust, Fistel, entre outros. O objetivo é utilizar o dinheiro para aumentar a capacidade de rede, evitando uma sobrecarga no sistema, caso a situação saia do controle.

Fonte: https://www.minhaoperadora.com.br/2020/03/alerj-quer-navegacao-gratuita-em-servicos-de-streaming.html

Álvaro

Blogueiro, Youtuber, Dono de loja virtual, formado em Gerenciamento de Redes de Computadores e Pós-Graduado em Marketing Digital para autônomos, tem como principal paixão ajudar o próximo com seus conteúdo. É ateu e ama os animais. Facebook Linkedin

Postar um comentário

Antes de postar leia as regras:

- Não faça comentários repetidos;
- Não ofenda ninguém do Blog;
- Não responsabilizamos por links externos dos leitores;
- Se não tem conta no Google comente com "Nome/URL"
- Para deixar sua URL comente com OpenID;

OBS: Comentários abusivos, xingamentos, insultos ou não serão tolerados e os comentários serão excluidos.

Postagem Anterior Próxima Postagem
Entre para nosso canal no Telegram, e receba nossas notícias em primeira mão.
Responsive Advertisement