Brasil recusa pedido da Apple para registro da marca Iphone em celulares

IPHONE



Já haviamos dado esta noticia em nosso blog porém agora é oficial. Na última quarta feira (13), o Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), recusou o pedido da Apple para registrar a marca Iphone para celulares no Brasil.

A Apple solicitou o registro da marca em 2007 junto ao INPI, porém a Gradiente já havia feito este pedido em 2000 , onde foi concedido a autorização em 2008. Em dezembro do ano passado a Gradiente lançou o smartphone Neo-One e a partir daí gerou-se todas estas polemicas.

Segundo informações, o INPI informou que a Empresa norte americana entrou com um pedido para anular o nome da marca Gradiente, alegando que a empresa brasileira não utilizou o nome dentro do prazo de 5 anos que mesma tem após ser dado a autorização.

Os principais motivos para recusa do pedido é o fato de não termos duas marcas iguais no mercado no mesmo ramo de atividade, gerando dúvidas ao consumidor.

Esta medida não proibe a Apple de comercializar seus aparelhos no Brasil, pois o INPI não tem interferencia comercial, porém da o direito a Gradiente de entrar com uma ação judicial pedindo o direito restristo para utilização da marca no mercado nacional.

E você o que acha sobre este assunto? Deixe seu comentário

Fonte: G1

Álvaro

Blogueiro, Youtuber, Dono de loja virtual, formado em Gerenciamento de Redes de Computadores e Pós-Graduado em Marketing Digital para autônomos, tem como principal paixão ajudar o próximo com seus conteúdo. É ateu e ama os animais. Facebook Linkedin

Postar um comentário

Antes de postar leia as regras:

- Não faça comentários repetidos;
- Não ofenda ninguém do Blog;
- Não responsabilizamos por links externos dos leitores;
- Se não tem conta no Google comente com "Nome/URL"
- Para deixar sua URL comente com OpenID;

OBS: Comentários abusivos, xingamentos, insultos ou não serão tolerados e os comentários serão excluidos.

Postagem Anterior Próxima Postagem
Entre para nosso canal no Telegram, e receba nossas notícias em primeira mão.
Responsive Advertisement