sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Perdido x furtado: 5 situações em que o seu celular pode sumir

By
Além da sua carteira, que outro item essencial você não deixe em casa de jeito nenhum? Muito provavelmente você pensou no seu celular. Hoje, não conseguimos viver sem esses aparelhos que são o nosso principal meio de comunicação a qualquer hora do dia.

Porém, assim como os smartphones são importantes para você, há muitas pessoas mal-intencionadas que sabem disso e querem tirar proveito da situação. Quanto mais aumenta a venda de celulares no Brasil, maior é também o índice de furtos e roubos.

Por essa razão, os crimes de furtos e roubos de celulares representam hoje mais da metade das denúncias de crime que a polícia das grandes cidades recebe. Em alguns casos, o assalto ocorre à mão armada e não há muito o que fazer.

Entretanto, muitas das circunstâncias envolvendo furto acontecem em razão de simples distrações. Nesse artigo, listamos cinco ocasiões em um descuido pode ser fatal para que um bandido coloque as mãos no seu aparelho. A boa notícia é que muitas vezes é possível evitar.

1 - Em bares e restaurantes


Uma das circunstâncias com maior índice de furtos e roubos acontece é em bares e restaurantes. Algumas pessoas têm o costume de deixar o celular sobre a mesa para “guardar o lugar”. É muito comum ver isso em praças de alimentação e não poderia haver ideia pior.

Bandidos e pessoas mal-intencionadas sabem desse costume e ficam à espreita, esperando uma oportunidade de flagrar esses desatentos. Há ainda que deixe o celular sobre a mesa para ir se servir no buffet e quando volta não encontra mais nada.

O mesmo acontece em bares. Quando o celular está sobre a mesa e estamos conversando com outras pessoas, nem sempre o foco estará no aparelho. A dica é que você mantenha o aparelho sempre próximo ao seu corpo, de preferência dentro do bolso ou da bolsa.

2 - Na janela de veículos


Muitas pessoas pensam que estão a salvo quando usam o celular dentro de um carro ou de um ônibus. No entanto, caso o veículo esteja com a janela aberta, saiba que você está correndo sérios riscos de ter o aparelho furtado a qualquer momento.

No YouTube há muitos vídeos que mostram esse tipo de crime. O meliante se aproxima da janela e a vítima distraída não percebe. Em questão de segundos, o bandido puxa o celular e sai correndo. Em muitos casos, a vítima nem vê de onde a mão que puxa vem.

O pior de tudo é que em circunstâncias como essa não existe a possibilidade de recuperar o aparelho, pois correr atrás de quem roubou o celular não é uma opção. Em grandes cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro, esse tipo de crime é mais comum do que se imagina.

3 - Em vias públicas


Há um ditado bastante repetido por policiais que diz o seguinte: “um ladrão cobiça aquilo que ele pode ver”. Em outras palavras, isso significa que o fato de estar com um celular em público pode despertar mais a atenção dos bandidos do que se o aparelho estiver no seu bolso.

É justamente por isso que as vias públicas são consideradas os locais mais perigosos em se tratando de furtos ou roubos. Quando veem que alguém está distraído, os bandidos passam correndo a pé ou de bicicleta e tomam o aparelho sem muita cerimônia.

Quando há menos pessoas por perto, o risco é de que você seja assaltado à mão armada. Para evitar qualquer um dos dois casos, siga uma regra simples: não use celular em público. Se precisar muito dele, entre em uma loja ou em local mais seguro para visualizá-lo.

4 – Em locais com grandes aglomerações


Outra ocasião em que os ladrões de celular fazem a festa é em shows ou eventos em que há grande aglomeração de pessoas. Nessas situações, as pessoas ficam naturalmente menos atentas aos seus pertences e aqueles que guardam o celular no bolso acabam levando a pior.

Em meio a um tumulto, muitas vezes não nos damos conta que algumas pessoas se aproximam e esbarram de propósito apenas para criarem a oportunidade de tomar o seu aparelho. De forma alguma deixe o celular ou algo de valor no bolso traseiro.

Para os homens, a dica é deixar o celular no bolso da frente da calça ou em uma pochete. Para as mulheres, o celular deve ficar dentro da bolsa e a sua abertura não deve ser simples. Importante: a bolsa deve ficar sempre para a frente, nunca para trás ou para os lados.

5 – Na praia


Água e areia não combinam com celular, mesmo assim a maioria das pessoas insiste em levar o smartphone para a praia. O grande problema nem é o uso do celular à beira-mar, mas sim os momentos em que ele fica longe de você.

Muitos disfarçam e enrolam o aparelho em uma toalha ou mesmo deixam ao lado de alguém que possa cuidar. Contudo, o fato é que se trata de um lugar onde é muito fácil ser subtraído quando menos se espera. 

Use capinhas plásticas impermeáveis e mantenha o aparelho sempre perto de você, mesmo na hora de tomar um banho de mar. 

Se apesar de todos esses cuidados ainda assim alguma coisa sair errado, previna-se contratando um seguro para celular. Você pode não recuperar o seu aparelho, mas poderá receber de volta o dinheiro investido no smartphone ao resgatar a sua apólice.



Ganhe R$ 8 de desconto na recarga do seu celular com o Recarga Pay! Ao acessar o site e fazer sua recarga, utilize o código wc5351342 para garantir o desconto!




Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Antes de postar leia as regras:

- Não faça comentários repetidos;
- Não ofenda ninguém do Blog;
- Não responsabilizamos por links externos dos leitores;
- Se não tem conta no Google comente com "Nome/URL"
- Para deixar sua URL comente com OpenID;

OBS: Comentários abusivos, xingamentos, insultos ou não serão tolerados e os comentários serão excluidos.